Integrantes de facção criminosa são condenados por homicídio em Canoinhas

Crime ocorreu em 2017 no Município de Três Barras e foi motivado por vingança em razão da vítima der delatado outro integrante da facção.

Canoinhas
17 de Maio, 2019 2.555

Publicado em: 17/05/2019 às 15:35

Dois integrantes de uma facção criminosa, denunciados por homicídio pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), foram condenados pelo Tribunal do Júri da Comarca de Canoinhas nesta terça-feira (14/5). Fabrício dos Passos foi condenado a 22 anos de reclusão e Guilherme Rodrigues a 19 anos e três meses de reclusão, ambos em regime inicial fechado.

De acordo com a denúncia apresentada pela 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Canoinhas, Fabrício, chefe da facção no Município de Três Barras, ordenou a Guilherme e uma terceira pessoa que matassem Marcos Becker dos Santos devido ao fato de ele ter delatado um comparsa no tráfico de drogas.

Assim, no dia 17 de outubro de 2016, por volta da 1h30, Guilherme e outro faccionado saíram de motocicleta em busca de Marcos. A vítima foi encontrada no Bairro São Cristóvão, onde foi surpreendida e morta com dois tiros nas costas.

Conforme sustentou o Promotor de Justiça Renato Maia de Faria perante o Tribunal do Júri, os dois réus foram condenados por homicídio duplamente qualificado - por ter sido praticado por motivo torpe e sem possibilidade de defesa.

O Juízo do Tribunal do Júri negou aos réus o direito de recorrer em liberdade, uma vez estavam presos preventivamente durante o curso do processo. 

Atuaram na defesa dos réus os advogados Luis Freitas Neto e Alisson de Camargo.

A decisão é passível de recurso. (Ação n. 0000815-16.2017.8.24.0015)

Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646