Brincadeira da rasteira: novo desafio da internet pode causar lesões cerebrais e até a morte

Brasil
13 de Fevereiro, 2020 537

Publicado em: 13/02/2020 às 14:34

Vídeos de um novo desafio da internet estão viralizando nas redes sociais há alguns dias. Porém, a brincadeira da rasteira pode causar lesões sérias e até a morte.
No novo desafio, chamado também de ''quebra crânio'' e ''brincadeira da roleta russa'', três pessoas ficam lado a lado, enquanto a do meio (desavisada) salta, os dois das extremidades aplicam uma rasteira, causando sua queda.

Diversos vídeos com a nova ''brincadeira'' estão circulando na web. Um deles foi gravado há pouco mais de uma semana em um colégio de Caracas, na Venezuela, e se tornou viral.

Nas imagens, o menino cai e bate violentamente com a cabeça no chão.

Brincadeira perigosa: saiba quais os riscos do novo desafio da internet

Médicos de diversas especialidades estão compartilhando as imagens com o intuito de alertar os pais.

''Traumas como esses podem levar a uma hemorragia intracraniana, necessitar de cirurgia de emergência, levar ao coma e até mesmo a morte'', alertou a pediatra Lilian Gonçalves Zaboto em suas redes sociais.

''As crianças e adolescentes que entram nessa brincadeira fazem por ingenuidade, pois a maioria não sabe que os supostos amigos vão derrubá-los. Os que fazem a brincadeira fazem com a intenção de rir dos amigos que caem, mas eles não tem noção do perigo que estão colocando o amigo que caiu. Cabe aos pais orientar os filhos para que não participem dessa brincadeira'' orienta a pediatra.

A brincadeira ganhou grande proporção no Brasil e até os pais estão fazendo com os filhos. A especialista alerta que, se algo acontecer com a criança, eles podem ser punidos criminalmente.

Mesmo utilizando um colchão para evitar que a brincadeira machuque, ainda há riscos, já que o colchão pode facilmente deslizar e não proteger a pessoa.

Além de bater a cabeça, a pediatra alerta que pode haver traumas na coluna e até mesmo fraturas no braço ou punho, que a pessoa pode tentar usar como apoio para não cair e se machucar.

''Apesar de a altura não ser grande, a queda pode levar a uma fratura na coluna, principalmente lombar ou torácica. Se a força for maior, pode resultar em um trauma de crânio, com consequências mais imprevisíveis, ou, ainda, um trauma na coluna cervical, que seria, evidentemente, pior'', afirma Lilian.

Como prevenção, a especialista recomenda informar as crianças e adolescentes sobre os riscos de lesões graves e pedir para que não participem dessas brincadeiras.

''(O trauma) Pode não acontecer na mesma hora, ele pode ter uma hemorragia intracraniana, a pessoa pode levantar e ficar bem nas primeiras 24 horas e depois pode romper um pequeno vaso e ficar gotejando, uma hemorragia pequena, e depois vir o desmaio, confusão mental e pode ir ao coma e ao óbito se não tiver uma cirurgia feita rapidamente'', alerta a médica.


Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646