Diretoria da Fecam pede afastamento do presidente Orildo Severgnini

Planalto Norte
06 de Agosto, 2020 630

Publicado em: 06/08/2020 às 22:11

Os cinco integrantes do Conselho que formam a diretoria da Fecam entregaram um ofício ao presidente da entidade, Orildo Severgnini, prefeito de Major Vieira, para que ele se afaste do cargo. Na última sexta-feira, agentes do Gaeco visitaram a residência dele e do filho dele. Foram encontrados mais de R$ 300 mil em espécie. Severgnini é acusado de fraude em processos licitatórios e dispensas indevidas de licitação, além de corrupção ativa e passiva.

Quem deve assumir o comando da entidade municipalista é o prefeito de Rodeio, Paulo Roberto Weiss, o Paulinho.

''Tendo em vista a repercussão estadual e nacional da matéria, os membros do Conselho Executivo vêm recebendo inúmeras ligações de prefeitos e dirigentes de entidades, demonstrando preocupação com os fatos apurados'', argumenta.

Além de listar alguns elementos do inquérito, o ofício lembra que ?preocupados pela repercussão negativa da Fecam, entendem que o prefeito Orildo Severgnini deve pedir afastamento da presidência?.

Desejo de permanecer à frente da Fecam

Em uma carta endereçada aos membros da executiva, o prefeito de Major Vieira se defende e fala em ?convicção e sentimento de coletividade? para rejeitar a hipótese de um pedido de afastamento.

''Com muita convicção e sentimento de coletividade, dirijo-me aos senhores para comunicar que minha decisão é de permanecer a frente da Fecam'', prometeu.

Em nota divulgada na semana passada, a Fecam informou que não há conexão entre as funções exercidas na entidade e as diligências da operação desta sexta. A nota também diz que a Fecam e todos os catarinenses confiam no exercício da Justiça e e aguardam os desdobramentos da investigação.

Leia a nota da Fecam na íntegra:

''A Federação Catarinense de Municípios (Fecam) tomou conhecimento, pela imprensa na manhã desta sexta-feira (31/7), da operação do Ministério Público e Polícia Civil de Santa Catarina em alguns municípios catarinenses, dentre eles, no município de Major Vieira. O prefeito de Major Vieira, Orildo Severgnini, integra a direção da Federação, sendo que não há conexão entre as funções exercidas na entidade municipalista e as diligências em andamento.

A Fecam e todos os gestores catarinenses confiam no pleno exercício da justiça e aguardam os desdobramentos da investigação, sendo assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório, garantias constitucionais inerentes ao estado democrático de direito.''



Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646