Alunos consideram abusivo aumento de mensalidade da UNC e fazem abaixo-assinado

Os vereadores demonstraram apoio ao movimento de acadêmicos da Universidade do Contestado (UnC) contra o reajuste de 10% do valor das mensalidades de cursos.

Canoinhas
21 de Dezembro, 2017 1.489

Publicado em: 21/12/2017 às 14:28

Durante a tarde de terça-feira, 19, a vereadora Camila Lima (PMDB) recebeu alunos que apresentaram abaixo-assinado, em que estão coletando assinaturas com o objetivo de conseguir uma revisão do percentual de reajuste das mensalidades.

Na sessão de terça-feira, o vereador Paulo Glinski (PSD) fez uso da tribuna para falar sobre o tema.

Em texto divulgado em conjunto com o abaixo-assinado, os acadêmicos relatam que a UnC ?efetuou reajuste das mensalidades na proporção de 10%, percentual mais de 400% acima do IPCA (2,2102%), que seria o índice correto a ser aplicado?.

Os acadêmicos ainda argumentam que a instituição informa que os valores serão destinados a melhorias na estrutura, porém alegam não ter recebido um cronograma dos investimentos e que o Campus Marcílio Dias não recebe melhorias há pelo menos dez anos.

Na tribuna, Glinski relatou que o abaixo-assinado já reúne mais de 700 assinaturas. O vereador comentou também que a situação foi encaminhada por acadêmicos ao Ministério Público.

Para Glinski, apesar de hoje tratar-se de uma instituição privada, a UnC contou com recursos públicos para a sua implantação, e por este motivo, seria importante prestar esclarecimentos ao poder público. 

?A gente quer pedir que analisem a situação levando em conta até o momento que se vive?, afirmou o vereador, pedindo para que ?seja verificada a situação do aumento e que seja, quem sabe, revisto, atendendo a reivindicação dos acadêmicos?.

A vereadora Camila Lima (PMDB) também falou a respeito das dificuldades dos alunos, que já arcam com mensalidades e transporte, e lamentou por não ver os recursos retornando ao Campus do município. 

?O estudante está indo para a rua, está indo buscar, quer aperfeiçoamento, mas com esse preço não tem quem consiga trabalhar, manter sua família e estudar?, afirmou.

Em requerimento, toda a edilidade solicitou informações à instituição sobre o índice aplicado de correção nas mensalidades e sobre as melhorias que a universidade alega que irá fazer.

Acesse o link do abaixo-assinado: https://goo.gl/SwRBX5

Fonte: Radio Clube Canoinhas.

Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646