Tucano-de-bico-verde é filmado em ninho em Itaiópolis (SC)

Planalto Norte
30 de Janeiro, 2018 1.102

Publicado em: 30/01/2018 às 15:56

Com pouco mais de 20 mil habitantes, Itaiópolis (SC) é a cidade onde Germano Woehl Jr. viveu até os 17 anos. Hoje, o físico e pesquisador mora em São José dos Campos (SP), mas a pequena localidade catarinense não sai de sua rota.

Para ficar mais perto da natureza, Germano adquiriu um pedaço de mata preservada na região que foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Durante férias e feriados prolongados, viaja para Santa Catarina, onde mantém com a esposa Elza a ONG Instituto Rã-bugio Para Conservação da Biodiversidade.

Desde 1989, Germano tem por hábito fotografar a natureza sempre com muita afinidade por anfíbios. A primeira espécie que fotografou foi a perereca-dourada, nos arredores de casa, mas destaca a filomedusa como a primeira imagem de boa qualidade. ?Eu passava madrugadas em áreas preservadas, visitava lagoas temporárias, vários quilômetros mata adentro em busca de anfíbios?, conta.


As aves passaram a fazer parte do acervo em 2009, mas sempre com dificuldades por conta do equipamento. ?Aposto na sorte e na oportunidade de chegar perto das aves?, explica.

Em uma de suas visitas a Itaiópolis, Germano fez um registro curioso: o de um tucano-de-bico-verde trazendo alimento para os filhotes no ninho. A árvore com mais de 70 anos fica no quintal de casa e tem grande importância pelo valor sentimental. ?Desde criança, eu comia as peras desse mesmo pé onde o tucano construiu o ninho.?

A partir do vídeo, Germano acredita que o material que a ave está retirando do ninho são pedaços em decomposição do tronco da árvore porque é provável que esteja aumentando a cavidade porque os filhotes estão crescendo e necessitam de mais espaço.

Esta a espécie de tucano é a mais encontrada no Sul do Brasil e se alimenta de frutos de palmitos, fruto da embaúba, pitanga, artrópodes e pequenos vertebrados e às vezes de filhotes e ovos em ninhos de outras aves. No registro não é possível ver, mas Germano conta que o alimento que trouxe para os filhotes era uma guabiroba.

fonte : G1

Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646