2,5 toneladas de camarões são apreendidas e levadas para aterros sanitários no Norte de SC

Em Mafra, camarão estava dentro de caixas de papelão. Já em Garuva, foram duas toneladas em caminhão que despejava 'líquido fétido' em via pública.

Planalto Norte
17 de Março, 2018 2.618

Publicado em: 17/03/2018 às 09:43

Cerca de 2,5 toneladas de camarões foram apreendidas e encaminhadas para aterros sanitários no Norte de Santa Catarina. Na tarde de quinta-feira (21), duas toneladas estavam sendo transportados em um caminhão que foi flagrado pela polícia jogando ?líquido fétido? na via pública em Garuva. Já em Mafra, foram 530 quilos de camarão apreendidos na quarta (20). A carga estava dentro de caixas de papelão.

A apreensão em Garuva ocorreu após um caminhão com baú frigorífico ser visto despejando água com odor forte pela via pública enquanto trafegava na avenida Paraná. A PM acompanhou o veículo com placas de Penha até a BR-101.

Na rodovia, o motorista ?foi flagrado abrindo um registro e liberando uma quantidade significativa do líquido fétido?, segundo a PM. Ao ser questionado pelos policiais, o motorista informou que havia duas toneladas de camarões no baú.

Camarão estava em caminhão frigorífico, mas sem certificação de origem e notas fiscais  (Foto: PM/Divulgação ) Camarão estava em caminhão frigorífico, mas sem certificação de origem e notas fiscais  (Foto: PM/Divulgação )
Camarão estava em caminhão frigorífico, mas sem certificação de origem e notas fiscais (Foto: PM/Divulgação )
De acordo com o gestor da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), a carga não possuía certificação de origem nem notas ficais e por isso todo camarão foi encaminhado para aterro sanitário.

Segundo a PM, foi lavrado um termo circunstanciado contra o caminhoneiro por crime ambiental e por despejar o líquido na via. Ele deve se apresentar em audiência.


Camarão em caixas de papelão


Já em Mafra, uma Saveiro foi flagrada transportando camarões dentro de caixas de papelão. Conforme a Cidasc, na carroceria do veículo havia 530 quilos de camarão argentino. O flagrante foi feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Cidasc na BR-116. O homem de 24 anos disse que os camarões seriam levados para restaurantes no Litoral catarinense.

A carga também não possuía certificação de origem nem notas fiscais e foi levada para aterro sanitário. O motorista foi autuado sanitariamente, conforme a Cidasc.

Fonte : G1

Envie suas fotos ou notícias para o Portal! (47) 99636-3646